Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Início
Início do conteúdo da página
FÍSICA

Docente do IFSP - Participa de Banca de Mestrado Sobre a Extensão

Publicado: Segunda, 09 de Mai de 2022, 09h55 | Última atualização em Segunda, 09 de Mai de 2022, 09h59

O Prof. Dr. Ricardo Roberto Plaza Teixeira – docente do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), campus Caraguatatuba – participou, de modo remoto, na tarde de 06 de maio de 2022, sexta-feira, a partir das 14h, da banca examinadora da dissertação de mestrado “As ações de Extensão dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: uma leitura dos discursos e das práticas” de autoria de Luciana Harumi dos Santos Nakano, sob a orientação da Profa. Dra. Jacqueline Isaac Machado Brigagão, docente da Universidade de São Paulo (USP). Este trabalho foi defendido no âmbito do Programa de Pós-graduação em Gestão de Políticas Públicas da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da Universidade de São Paulo, a USP-Leste. A dissertação de mestrado de Luciana Harumi foi aprovada pela banca examinadora. Essa defesa de mestrado ocorreu de modo remoto pelo Google Meet.

Imagem 1 – Luciana Harumi dos Santos NakanoImagem 1 – Luciana Harumi dos Santos Nakano

A banca examinadora da dissertação de mestrado de Luciana Harumi foi constituída pelo Prof. Dr. Ricardo Roberto Plaza Teixeira, pelo Prof. Dr. Peter Kevin Spink e pela Profa. Dra. Patrícia Maria Emerenciano de Mendonça, além da própria orientadora, Profa. Dra. Jacqueline Isaac Machado Brigagão.

Imagem 2 – Patrícia, Peter, Jacqueline, Luciana e Ricardo, durante a defesaImagem 2 – Patrícia, Peter, Jacqueline, Luciana e Ricardo, durante a defesa

A seguir é apresentado o resumo desta dissertação de mestrado: “A pesquisa tem como objetivo entender o desenvolvimento das ações de extensão no Instituto Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica de São Paulo ao longo do tempo e analisar como os princípios desenhados para extensão se concretizam no cotidiano de dois projetos de extensão: Mulheres de Avaré e PertenSer. Para isso, duas estratégias de pesquisa foram utilizadas: a análise de documentos públicos e dois estudos de caso de projetos de extensão. Delineamos um panorama da Extensão no Brasil, abarcando seu recente marco regulatório. Em seguida, abordamos as especificidades do fazer extensionista na Educação Profissional e Tecnológica e no Instituto Federal de São Paulo. Por meio de entrevistas semiestruturadas e análises temáticas, buscamos apreender os contextos e processos envolvidos nos projetos. Como resultado, percebemos que a extensão pode se configurar como uma dimensão formativa pautada no diálogo e na participação social, construindo conhecimentos plurais e impulsionando o desenvolvimento local. Contudo, encontra dificuldade de se concretizar devido à lógica sob a qual opera.” 

Imagem 3 – Início da apresentação de Luciana Harumi, na defesa de seu mestradoImagem 3 – Início da apresentação de Luciana Harumi, na defesa de seu mestrado

A extensão juntamente com o ensino e a pesquisa formam o tripé sobre o qual se assenta todo o trabalho realizado por instituições universitárias. A investigação sobre a evolução da extensão no âmbito do IFSP, realizada por Luciana Harumi (que é servidora do IFSP) em sua dissertação de mestrado, é um trabalho acadêmico de grande relevância, pois fornece subsídios para aperfeiçoar as ações de extensão (associadas, por exemplo, a projetos, programas e cursos de extensão), tanto no contexto do próprio IFSP, quanto no contexto de outras instituições de Ensino Superior.

Fonte: Prof. Dr. Ricardo Roberto Plaza Teixeira

registrado em:
Fim do conteúdo da página