Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Início
Início do conteúdo da página
ATIVIDADE CULTURAL

Atividade Cultural Debateu o Holocausto, o Nazismo e o Negacionismo Histórico

Publicado: Segunda, 21 de Dezembro de 2020, 16h26 | Última atualização em Segunda, 21 de Dezembro de 2020, 16h56

Em 19 de dezembro de 2020, sábado, a partir das 18h00, ocorreu uma atividade cultural de extensão, de forma virtual, tendo como temas o Holocausto, o nazismo e o negacionismo histórico e que foi organizada com o suporte de bolsistas de pesquisa e do projeto de extensão “Atividades audiovisuais de divulgação científica e cultural mediadas pela internet” – que ocorre no âmbito do campus de Caraguatatuba do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) – orientados pelo professor Ricardo Roberto Plaza Teixeira, e que também contou com o apoio da professora Renata Plaza Teixeira do campus de Jacareí do IFSP para a sua organização.

Foto: Professores Ângelo, Haroldo, Renata e Ricardo, durante o eventoFoto: Professores Ângelo, Haroldo, Renata e Ricardo, durante o evento

Além dos professores Ricardo e Renata, este evento contou também com a participação dos professores de história Ângelo Eduardo Nascimento Nanni e Haroldo Aoki Hirata que atuam profissionalmente na região da cidade de Mogi das Cruzes e municípios próximos. A equipe de bolsistas que organizou este evento agradece muto aos professores Ângelo e Haroldo, pelo fato de eles terem graciosamente aceito participar desta atividade.

Foto: Imagem feita pela aluna Laís Rodrigues Ramos para a divulgação deste eventoFoto: Imagem feita pela aluna Laís Rodrigues Ramos para a divulgação deste evento

A organização desta tarefa contou com o apoio dos extensionistas que atuam no projeto de extensão coordenado pelo professor Ricardo Plaza: Kaue Marques Barbosa, Larissy Santos da Silva, Vinicius Carvalho Rosa, Danilo Henrique Oliveira Souza, Lais Rodrigues Ramos e Sofia Kaiser Sant Ana de Jesus. Deram apoio para esta atividade também bolsistas de iniciação científica orientados pelo professor Ricardo Plaza, tais como Rafael Brock Domingos, Jacqueline Xavier Silva Enéas, Julia de Jesus Santos e Maria Carolina Carvalho Rodrigues e voluntários como Higor Felipe Gonçalves de Arruda, Rodrigo de Siqueira Bicudo, João Pereira Neto e Diego de Almeida Miranda.

Foto: Ângelo, Haroldo, Kaue, Renata e Ricardo, no momento do início da atividadeFoto: Ângelo, Haroldo, Kaue, Renata e Ricardo, no momento do início da atividade

No início do evento foi apresentado um depoimento do Prof. Dr. Iuda Goldman que é professor titular do Instituto de Física da USP e que emigrou da Polônia para o Brasil (junto com os seus pais) quando tinha 4 anos de idade, em 1936, três anos antes da invasão da Polônia pela Alemanha nazista em 1939. De família judia, o professor Iuda, neste depoimento que ele gravou especialmente para este evento, relembrou acerca do clima de antissemitismo existente na Europa nos anos 1930, em particular com a ascensão do regime nazista na Alemanha a partir de 1933. Este depoimento com cerca de 10 minutos pode ser assistido pelos interessados clicando aqui. Agradecemos muito ao professor Iuda Goldman pelo importante depoimento concedido e, também, aos doutores Pedro Vinicius Guillaumon e Alfredo Goldman, pela ajuda para a realização desta gravação, bem como aos estudantes Higor Felipe Gonçalves de Arruda e João Pereira Neto pela ajuda na disponibilização deste vídeo no youtube.

Foto: Professor Iuda Goldman durante o seu depoimento que foi gravado para este eventoFoto: Professor Iuda Goldman durante o seu depoimento que foi gravado para este evento

O primeiro convidado a se pronunciar neste evento foi o professor Ângelo Nanni – que é mestre em História pela PUCSP – que abordou um pouco da história do nazismo da forma como foi abordada pelo historiador Richard Evans em sua trilogia de livros: “A chegada do Terceiro Reich”, “O Terceiro Reich no poder” e “O Terceiro Reich em guerra”. Ele destacou também o livro “Em defesa da História” do mesmo Richard Evans e tanto sobre os problemas que surgem nos momentos em que ocorrem tentativas de relativizar fatos históricos, quanto sobre a relação deste relativismo com o pós-modernismo. O professor Ângelo Nanni tem um blog sobre história que pode ser acessado clicando aqui.

Foto: Professor Ângelo NanniFoto: Professor Ângelo Nanni

Na sequência foi exibido um trecho de uma palestra TED (um “TED Talk”) da professora Deborah Lipstadt intitulado “Por trás da negação do Holocausto” que tem cerca de 15 minutos e que está disponível (legendado) para ser assistido no site TED.com clicando aqui, também, no youtube clicando aqui. Agradecemos à estudante Larissy Santos da Silva que colaborou decisivamente para a exibição deste vídeo.

Foto: Professora Deborah LipstadtFoto: Professora Deborah Lipstadt

O segundo debatedor deste evento foi o professor Haroldo Hirata que é bacharel e licenciado em História pela USP, bem como especialista em tecnologias assistivas aplicadas à inclusão escolar pela UNESP. Em sua intervenção, Haroldo explicou um pouco a respeito dos antecedentes que estão ligados à ascensão do fascismo e do nazismo na Europa no período entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial, tais como o Tratado de Versalhes e a depressão econômica associada à crise de 1929. Haroldo lembrou que havia na Europa um grande medo de uma expansão revolucionária comunista e que o crescimento de ideias totalitárias de extrema-direita era visto pela burguesia como uma defesa da ordem capitalista.

Foto: Professor Haroldo HirataFoto: Professor Haroldo Hirata

Na sequência, foi feita a sugestão para os participantes assistirem o vídeo intitulado “‘Nasci várias vezes’ – sobreviventes do Holocausto contam suas histórias” (com 5 minutos) disponível no canal da ONU Brasil para os interessados assistirem clicando aqui no link.

Foto: Cena do vídeo “‘Nasci várias vezes’ – sobreviventes do Holocausto contam suas histórias”Foto: Cena do vídeo “‘Nasci várias vezes’ – sobreviventes do Holocausto contam suas histórias”

A professora Renata Plaza – que é doutora em Psicologia pelo Instituto de Psicologia da USP – é atualmente docente da disciplina “Educação em Direitos Humanos” para o curso de Pedagogia do campus Jacareí do IFSP e este evento foi também usado no âmbito desta disciplina ministrada por ela. Em sua fala, a professora Renata lembrou da frase “Aqueles que não podem lembrar o seu passado estão condenados a repeti-lo” e destacou que essa frase é muito importante não só do ponto de vista social, mas também do ponto de vista individual, pois ela está na base da terapia. Além disso, a professora Renata salientou a respeito da arrogância do negacionista que se porta como um abusador, pautado pelo narcisismo e pela crueldade, ao tentar fazer uma equivalência impossível entre opinião e história, entre “fake news” e memória, com o intuito não só de justificar os crimes que foram cometidos pelos nazistas, mas também para apagar estes crimes: é extremamente preocupante e perigosa a afirmação dos negacionistas de que os fatos não importam.

Foto: Professora Renata PlazaFoto: Professora Renata Plaza

Um outro vídeo que foi sugerido para os interessados assistirem é o vídeo “Maus - Desumanização e o Holocausto” (de 5 minutos) do canal “Quadro em Branco” do youtube que está disponível para ser assistido clicando aqui. Este vídeo foi sugerido pelo estudante Rafael Brock.

Foto: Cena do vídeo “Maus - Desumanização e o Holocausto”Foto: Cena do vídeo “Maus - Desumanização e o Holocausto”

O professor Ricardo Plaza – que é doutor na área de Física Nuclear pelo Instituto de Física da USP – foi o último a abordar o tema nesta noite. O professor Ricardo lembrou que a ideia original para a realização deste evento surgiu quando a professora Renata em uma conversa familiar destacou que tinha assistido um documentário muito bom, disponível na Netflix e intitulado “O contador de Auschwitz”, abordando o tema do Holocausto. O professor Ricardo destacou os seis grandes campos de extermínio construídos pelos nazistas na Polônia ocupada e como nestes campos ocorria uma industrialização da morte por meio das câmaras de gás, que foram construídas com o propósito de acelerar o assassinato em massa de milhões de judeus, sobretudo a partir da metade final da Segunda Guerra Mundial. O professor Ricardo também salientou como o reforço a três tipos de sentimentos – medo, ódio e ressentimento – torna-se o principal combustível que os fascistas usam para atrair parte das massas para o discurso que alimenta a intolerância e ataca direitos de minorias.

Foto: Professor Ricardo PlazaFoto: Professor Ricardo Plaza

Um vídeo que é bastante didático para quem queira se aprofundar mais no tema da negação histórica (revisionismo) do Holocausto é “Negação do Holocausto: David Irving e o Relatório Leuchter” (com 28 minutos) feito pelo Canal ObrigaHISTÓRIA e que está disponível para ser assistido clicando aqui.

Foto – Cena do vídeo “Negação do Holocausto: David Irving e o Relatório Leuchter”Foto – Cena do vídeo “Negação do Holocausto: David Irving e o Relatório Leuchter”

Após a fala do professor Ricardo Plaza houve um tempo para que os debatedores respondessem a questões feitas pelo chat do youtube pelos participantes. Ao final do evento, todos os quatro debatedores fizeram as suas considerações finais antes do evento terminar, após mais de 3 horas do seu início!

A gravação em vídeo (com duração de 3 horas e 10 minutos) desta ação se encontra disponível para quem quiser assistir o evento na íntegra clicando aqui. Todas as 16 ações realizadas no âmbito deste projeto de extensão desde agosto até dezembro de 2020 foram gravadas e os seus vídeos se encontram disponíveis para serem assistidos no canal “Debate Consciência” do youtube clicando aqui. O bolsista Kaue Marques Barbosa foi o responsável pela viabilização da parte técnica e computacional deste streaming.

oto: Kaue Marques Barbosaoto: Kaue Marques Barbosa

Esta foi uma ação realizada com o apoio do projeto de extensão “Atividades audiovisuais de divulgação científica e cultural mediadas pela internet”. Este projeto foi aprovado no âmbito do edital 196 de 11 de junho de 2020 da Pró-Reitoria de Extensão do Instituto Federal de São Paulo – IFSP, referente ao “Programa Institucional de Apoio a Atividades de Extensão do IFSP – Em tempos de Distanciamento Social”, definido para o período da pandemia de COVID-19. Os recursos disponibilizados por este edital 196 permitiram o financiamento de bolsas aos seis alunos extensionistas selecionados para a execução das atividades previstas para este projeto, como foi o caso deste evento. O objetivo deste projeto de extensão é colaborar para disseminar o conhecimento, a cultura, a ciência e o debate acerca de questões importantes nas vidas dos cidadãos, por meio da internet, durante a pandemia de COVID-19.

Foto: Slide inicial apresentado no eventoFoto: Slide inicial apresentado no evento

Os estudantes envolvidos nesta ação agradecem muito às pessoas que participaram ativamente e prestigiaram este vídeo-debate, inclusive por meio da realização de perguntas e reflexões pelo chat do YouTube. Sugestões para temas das ações futuras deste projeto são bem-vindas e podem ser feitas para qualquer um dos membros da equipe.

Fonte: Prof. Dr. Ricardo Roberto Plaza Teixeira

registrado em:
Fim do conteúdo da página